quarta-feira, fevereiro 21, 2007

Paciência

Na difícil arte de conviver com os outros, no imenso aprendizado que chamo "relacionar-se", sempre me deparei com um entrave terrível. Uma grande pedra em meu caminho chamada "imediatismo". A terrível pressa, a infindável agonia, a fome que quer ser saciada imediatamente. Sempre fui pessoa de querer o mundo, e querê-lo agora.

É a primeira vez em minha vida em que assito o rompimento com o velho padrão. É a primeira vez em que vejo, com olhos de novidade, o resultado de meus hercúleos esforços para mudar a direção do leme para águas mais calmas. É a primeira vez que fito o mar menos revolto e menos tempestuoso da paciência. Caminhando e semeando para no fim ter o que colher, como diz Cora Coralina.
É o momento em que me volto para a moura que me habita, e digo: menos sangue nos olhos, e mais ternura.

Ao conversar com uma pessoa que me é muito especial, hoje, ouvi o seguinte (e junguianíssimo) comentário:

A vida vive nos colocando em xeque, e aí precisa de paciencia para o peãozinho sair lá da segunda casa, atravessar o tabuleiro e virar rainha... Então calma, que você está fazendo tudo certinho...

Agradeço imensamente a essa alma escocesa em terras brasileiras com quem tanto aprendi sobre a palavra "amizade".

Salaam
Layla

5 Pitacos:

Blogger Free Lancer falou...

Espero que não encare o que vou dizer como algo leviano, mas encare desta maneira, se você quiser, porque será perfeitamente compreensível: mas acho que me apaixonei por você - apenas por te ler :)

2/21/2007 09:44:00 AM  
Blogger Lu falou...

Querida, tb padeço dessa doença chamada ansiedade. Espelho-me nesse post para também tentar sentir uma brandura no peito que me diz: sim, dá tempo. Bjs.

2/21/2007 04:37:00 PM  
Anonymous Giane falou...

Oi, Layla.
Incrível como a Vida envia mensagens sempre que preciso.
Tb preciso exercitar (e muito) essa virtude. A Ciência da Paz é para os mais fortes - embora eu não me considere fraca por não exercê-la continuamente.
Como tudo que se pratica, ficamos melhores como o tempo.

Há braços Minha Amiga, na Mente, nas Palavras e no Coração.

2/22/2007 01:54:00 AM  
Blogger .:Då§:.:Rø§å§:. falou...

Como sempre, suas palavras caem como uma pedra!
O meu imediatismo, a minha falta de paciência...
Tudo isso foi motivo pra perder algumas coisas na vida!

Continue com menos sangue nos olhos!

A vida te brindará com um mar calmo!!

2/22/2007 10:18:00 AM  
Blogger Turmalina falou...

Oi lindíssima

Eu achei que tivesse aprendido à ter menos pressa e saber esperar...mas tem dias em que o tal do imediatismo grita mais alto.É possível controlá-lo, mas ainda me desgasta um pouco...
Beijocas

2/23/2007 10:55:00 PM  

Postar um comentário

<< Início