sábado, dezembro 02, 2006

A que gera

Pelos calçadões e vielas cheias de flores da Universidade Estadual de Londrina caminha, algumas vezes por semana, uma pessoa especialíssima. Uma pessoa às vezes pouco notada, mas à qual meus olhos jamais puderam ser indiferentes. Este post é dedicado àquela mulher de olhos brilhantes de céu e de otimismo.

Esta senhora a que me refiro é uma mulher em idade avançada, cujo nome eu nunca soube: chamam-na carinhosamente de “Vozinha”, apelido pelo qual ficou conhecida entre os alunos. Eu costumava encontrar Vozinha sempre diante da Central de Salas, onde ocorre a maioria das minhas aulas na faculdade. Lá estava ela com as cartelinhas de adesivos que vendia para arrecadar dinheiro para o próprio sustento. Que situação terrivelmente revoltante, pensava eu. Chegar àquela idade, onde merece-se descanso, e ser obrigada a perambular vendendo suas cartelinhas para poder sobreviver. O que me tocava era justamente isto: ela jamais esmolava, queria apenas vender as cartelas: “compre uma para me ajudar”, dizia. Só que havia algo em mim, lá no fundo, que ainda desconheço, que era terrivelmente tocado pelas palavras dessa mulher. Aquelas mãos enrugadas a me oferecer as cartelinhas com desenhinhos pueris. A pele marcada de sulcos como o chão árido e rachado, os olhos vivos como arco-íris. Esta era a impressão que eu tinha: seus olhos nunca ficaram velhos. Freqüentemente, eu comprava várias cartelas e saía a engolir grosso uma vontade terrível de chorar diante daquela cena. Sobretudo, diante daquela alegria que me desmontava: os olhos de ternura absurda, e a resposta sempre no mesmo tom: “obrigada, minha filha... já me ajudou bastante!”. Outro dia olhei para ela e disse: “não ajudei nada. É a senhora que me ajuda quando passa aqui”.

Ocorreu que, num dia qualquer, estava eu sentada numa mesa do lado de fora da cantina, à sombra. Ela veio oferecer seus adesivos como de costume; comprei só uma cartelinha porque estava sem dinheiro. Antes de ela ir embora, virei-me e perguntei: “Vozinha, espere um minuto... Eu vejo a senhora sempre, e nunca lhe perguntei o nome... Como a senhora se chama?”

“Ah, minha filha”, respondeu ela. “É um nome muito feio... Muito feio, minha filha!”. Como o Pequeno Príncipe, não consigo desistir diante de uma pergunta, e prossegui com minha investigação: “ah, Vozinha, conta pra mim. Não existe nome feio.” E ela: “bem... outro dia até encontrei uma moça com o mesmo nome que eu. Ela também tinha vergonha, mas também... É um nome feio minha filha. É Conceição o meu nome”.

Mais uma vez, uma ternura imensa me tocou, e não pude me furtar a sorrir para aquela mulher que não tinha ciência do peso do próprio nome... Talvez, em tantos anos de vida, nunca alguém lhe tivesse dito o que seu nome significa, o peso que contém, a força que carrega.

“Mas Vozinha. Conceição é um nome lindo. Significa conceber, gerar. Significa que a senhora é aquela que faz nascer. A senhora prepara o nascimento!”.

“Olha isso, minha filha...”, disse-me, surpresa. “Mas é mesmo? Olha isso... É nascimento? É verdade, eu não sabia disso!” – E partiu com suas cartelinhas, sorrindo, pelas vielas floridas de rosa e amarelo.

Posteriormente, procurei o nome no dicionário. Eis o que encontrei:

Conceição:
[Do lat. conceptione, por via popular.]
S. f.
1. Rel. A concepção da Virgem Maria.
2. Rel. A festa comemorativa dessa concepção.

Gostaria de encontrar a Vozinha hoje, perto do natal, para poder dizer: a senhora não é uma concepção qualquer. É a concepção da Virgem Maria, Vozinha.

Salaam
Layla

15 Pitacos:

Blogger janamichels falou...

Que coisa linda!!! É impossível não emocionar-me com suas palavras...

12/03/2006 03:53:00 AM  
Anonymous Iony falou...

As vezes colocam essas epssoas no nosso caminho para q possamos nos atentar as pequenas coisas ou somos nós q somos colcoados nos caminhos para passar algo de bom, Nesse caso vcs trocaram alegrias e palavras boas!Tenho certeza q ela jamasi se esquecerá de vc!!!!É Demeter lhe falando.Lindo mesmo!!!!Vixe!

12/03/2006 10:40:00 PM  
Anonymous Michelle falou...

Concordo com a janamichels totalmente... Você tem o dom de me emocionar e pensar que talvez esse mundo ainda tenha salvação. Que ainda existe gente boa que saber ler os olhos e se revolta com tanta injustiça... Um grande abraço!

12/06/2006 04:27:00 PM  
Blogger Turmalina falou...

Oi lindinha
Acho que agora consegui!!!!
A conta é do hotmail.
Beijosss (cau.cps)

12/07/2006 07:36:00 AM  
Anonymous Mone falou...

Estou aqui em SP. Algumas noites, após o trabalho, me deparo no terminal de ônibus com uma “vozinha”. Ela não vende cartelas de adesivos... ela pede docemente. Jesus! Como pode isso?! Vejo seus olhos muito azuis, seu lenço na cabeça, lembro minha vozinha. Como pode? A essa altura da vida... Altura da vida. Altura. Todas nossas vozinhas tinham que estar a uma altura de nós. Em um pedestal. Protegidos. E apenas nos ensinando. Lembro das mãos enrugadas, postadas como a receber um hóstia, aguardando o sustento mundano. Dilacera minha alma.

12/07/2006 03:57:00 PM  
Blogger Layla falou...

Minha Vozinha da Uel também usa lenço e tem os olhos cor de mar...

12/08/2006 02:23:00 AM  
Anonymous mone falou...

Pois é Layla, quem disse que as pistas para identificar os anjos são asas brancas e aureola dourada? Na verdade são os olhos que espelham o céu e o mar e lenço nos cabelos....
Amei conhecer seu blog.
Aceite meu abraço.

12/08/2006 09:32:00 AM  
Anonymous Anônimo falou...

Oi lindona
Me envia um mail com seu msn, ok?
No cau.cps@hotmail.
Beijos preciosos

12/08/2006 07:27:00 PM  
Anonymous Anônimo falou...

Quanta energia boa, existe em sua casa...Tantas palavras sábias!!! Amei!Me visita:http://www.guerreira.blogger.com.br/index.html

12/09/2006 05:17:00 PM  
Anonymous Capitão Aza falou...

Olá!
Procurava eu um canto para meus pensamentos e achei o seu antigo blog.
Gostei tanto de muitas coisas que disseste que me presto a deixar de ser leitor virtual passivo para declarar-te aqui a mais profunda e grata constatação do que muito se diz e pouco se vê hoje em dia.

Ainda há pessoas como você no mundo!
Ainda há esperança!

Obrigado!

12/18/2006 11:22:00 PM  
Blogger Lu falou...

Querida Layla, já te disse o quanto considero o seu blog especial? Vc tem mesmo o dom com as palavras. Não apenas a palavras bonitas, mas aquelas que sabem tocar o coração. Aproveito a oportunidade para te desejar um Natal maravilhoso e um ano novo de muita renovação. Bjs.

12/20/2006 12:46:00 PM  
Anonymous Mone falou...

Layla, estou sentindo tanta falta dos seus posts...
Um super 2007 procê

12/29/2006 04:39:00 PM  
Anonymous Mrs. Tyler falou...

Olá Layla estava visitando e lendo vááários blogs e achei o seu x)
suuper bonito os textos que vc escreve
principalmente esse último x)
achei suuper tocante* (?)
rs*
li algumas coisas também no outro (weblogger)
enfim, parabéns x)

Beeijo
Mrs. Tyler

1/07/2007 03:48:00 PM  
Anonymous Alice falou...

Você não me conhece, alias nem eu te conheço, mas achei super interessante o seu texto de abertura, principalmente por se tratar de um livro que eu não conhecia e que agora estou muito curiosa para ler. Posso até dizer que você me ajudou, pois com certeza, abriu minha mente.

Com sinceridade te desejo muita paz e sucesso!

1/15/2007 12:43:00 AM  
Anonymous Anônimo falou...

Olá Laila...

Faz tanto tempo que vc não escreve.
Sentimos falta...

=)

1/15/2007 10:24:00 AM  

Postar um comentário

<< Início