sexta-feira, setembro 01, 2006

Do que se guarda em segredo

Certos detalhes são diminutos. E, diminutos, têm a capacidade de paralisar o dia. Paralisar o mundo à sua volta, converger toda a atenção para si. Tudo deixa de existir, e apenas o detalhe sobrevive: o detalhe, e as sensações que traz, as verdades que encerra, as descobertas que proporciona.

Dias atrás, sentei-me com um prato de sopa e um pão à hora do jantar. Liguei a televisão pois, como de costume, não gosto de refeições silentes e solitárias. Passava uma novela qualquer, num canal qualquer. E na cena, tocava-se um piano. Imediatamente, abandonei o pão e a sopa, estarrecida, diante da melodia longa, afrancesada e que me levou para a Paris imaginária de Amelie Poulain.

Deixei de existir naquele momento, diante daquele piano. Deixei de existir apenas para contemplar as coisas que jorravam de dentro de mim: uma espécie de saudade agridoce, mescla de urgência e felicidade. Pássaros em revoada arrebentaram-me o peito. Apenas a melodia, e o barulho daquilo que eu sentia: sons de sorrisos, de fados portugueses e bandoneons argentinos. Apenas a melodia, e imagens soltas: o sorriso que se abria como um envelope que traz boas notícias. A taça de vinho rosada como o pôr-do-sol de um dia de verão em que se deseja andar descalço e de mãos dadas. Imagens sem contornos, indefinidas como um quadro de Monet, dançavam no ar, ao som da melodia do piano.

Tive a sensação de que, naquele momento, se a luz se apagasse, meu olhar iluminaria cada canto da casa.

"É amor o que sinto", confessei aos olhos baixos, numa honestidade límpida, a mim mesma.

Salaam
Layla

12 Pitacos:

Blogger Turmalina falou...

Layla querida,
Este seu texto está sublime....da mesma forma que vc se transporta pela melodia, me transporto pelas suas palavras...
Ah...amei a última foto postada na caixinha azul...
Esteja feliz!!!
Beijos perfumados

9/05/2006 10:39:00 AM  
Anonymous Dany falou...

Gostei da maneira como você escreve no seu blog.Aprecio blogs com essa característica do seu, que você mesma diz no seu perfil:"veículo para a manifestação dos sentimentos, da arte, da poesia e de quaisquer outros gigantes que estejam habitar a alma."
Parabéns.

9/05/2006 08:50:00 PM  
Blogger Brisa falou...

Que coisa linda!
Viva esta felicidade no presente!
Beijos e brisas

Carla

9/06/2006 10:01:00 PM  
Blogger .:Då§:.:Rø§å§:. falou...

Já disse que compartilho contigo desses momentos de felicidade!

Depois de pontos sem anestesia e pedaços de coração unidos ponto a ponto, chega a hora de chorar ao som do piano da novela.

Um beijo no seu coração-sorriso!

9/07/2006 03:00:00 PM  
Anonymous Anônimo falou...

muito bonito mesmo

9/13/2006 02:31:00 PM  
Anonymous Anônimo falou...

Oi, menina !

Pra variar, continuo com o tempo escasso. Entretanto, reativei meu espaço, meu cantinho lá no mesmo endereço. Passe por lá depois ...

beto
www.brotherwolf.blogger.com.br

9/14/2006 09:04:00 AM  
Blogger Lídia M. falou...

A música, em especial francesa, toca nossa alma e balbucia romance aos nossos corações.

Fico imaginando seus olhos iluminando a sala. Que palavras tão doces!

9/16/2006 01:07:00 PM  
Blogger Turmalina falou...

Olá amiga querida
Eu tava meio derrubadinha e vim te ler novamente...
Beijo grande

9/16/2006 08:51:00 PM  
Anonymous Márcia do Valle falou...

Adoro essas viagens proporcionadas por coisas simples. Gostei do seu cantinho virtual! Bjs

9/19/2006 11:01:00 AM  
Anonymous Camila falou...

Olha, gostei muito do que você escreveu... viajar nos pensamentos é muito bom, ainda mais quando não precisa pensar muito pra isso, quando dá-se atenção aos pequanos detalhes que nos rodeiam todos os dias.. =]
Adorei mesmo o que escreveu.. eu acredito que precisamos sempre dar atenção a tudo o que está a nossa volta, pois assim podemos encontrar algumas razões pra esquecer a loucura desse mundo em que vivemos.. É isso aí...! Se quiser dar uma olhada lá no meu, vou gostar muito!
Beijo e Boa semana!
Seu endereço com certeza vai ficar guardado, pois agora vou querer viajar sempre aqui! rs
até!
;******

9/22/2006 08:38:00 PM  
Anonymous Giane falou...

Eu tb ando apaixonada.
Não se trata do mesmo sentimento que te invade Layla.
Ainda assim, estou apaixonada.
Meu coração bate mais rápido, meu estomâgo dá mais voltas e fico vermelha ora de alegria, ora de vergonha, por mal conseguir ocultar tanto afeto pelo meu eleito no momento.
O que me entristece (não o sentimento que é maravilhoso de sentir)é saber que novamente ele aparece para a pessoa errada.
Não tem nada a ver.
Enfim, é um sentimento que não consigo impedir e sem ele (correspondido ou não) não podemos viver sem.
E eu estou viva.
Então, ViVa!!!
Há braços minha amiga, na mente, nas palavras e no coração.

9/24/2006 05:59:00 PM  
Blogger André Luiz falou...

É um mistério...
Às vezes é a subjetividade que nos leva à amar. Talvez uma leitura nas entrelinhas das nossas sensações. Afinal de contas, o coração apesar de relativamente pequeno, é o mais intrinsecamente complexo órgão que possuímos.

Foi um prazer ter descoberto e lido seu blog.

9/27/2006 02:11:00 AM  

Postar um comentário

<< Início